quarta-feira, 28 de março de 2012

Flor

Sou como uma flor
Frágil, com a força do vento
Forte, quando presa à terra
Pequenos rebentos brotam de mim
Pressentindo um festival de mil cores

22 comentários:

  1. Lindo,
    Poético,
    Sentido,
    Florido,
    Colorido,
    Cheio de aromas primaveris..

    ResponderEliminar
  2. Que espalhes sempre o teu perfume .
    Beijito

    ResponderEliminar
  3. Uma flor que anima os meus (nossos) dias!
    Beijinho, Carlota!

    ResponderEliminar
  4. Por isso
    te digo
    Nunca admirei
    uma flor de jarra

    ResponderEliminar
  5. Lindissimo
    Deixei-me envolver...
    beijo doce

    Luis

    ResponderEliminar
  6. Não deixes apanhar essa flor para não machucar.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  7. Uma flor que ilumina os dias de quem passa por aqui. Gostei muito.

    Beijinhos, Patrícia

    ResponderEliminar
  8. Estimada Comadre Carlota,
    Poucas palavras cehgam para dizer tudo, lindo adorei, continue assim segura à terra e com essa força do vento.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  9. E a Orquídea é mesmo uma flor muito delicada e frágil...
    Beijinho ( hoje de novo invernoso)

    ResponderEliminar
  10. Bloggetrotter.
    Não é muito a minha "onda".
    Escrito a olhar para uma roseira, só eu, eheh
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Sandra.
    Uma flor que perfuma pela escrita.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Ricardo.
    Tem dias.
    O blogue agora não tem deixado, eheheh
    Mas não será mais teimoso que eu, ehe
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Rogério.
    Uma Flor da terra nasce e na terra terá que permanecer. Aí é travada a sua luta.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Anónimo Luís.
    Uma flor, uma singela flor e uma presença forte perto de si.
    Pensamentos...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Minha Flor.
    Uma flor que à terra se tem agarrado com toda a sua força.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Patrícia.
    Obrigado pelo comentário
    Gostei
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Caro Compadre.
    Uma luta feroz, constante mas segura.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Carlos.
    Delicada e frágil mas que não deixa ninguém indiferente com a sua "beleza", a da flor, não a minha, claro!! eheheh
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Lindo ao quadrado porque passei pelo outro poema.
    Beijinho Carlota!:)

    ResponderEliminar