quarta-feira, 21 de março de 2012

Dia Mundial da Poesia

Em começo de Primavera
E logo no Dia Mundial da Poesia
Não podia o dia ser mais azarento
Queda, negras e galarós
Ficou o humor, birrento!

Amanhã espero que melhore
Senão ao dr. tenho que ir
Rebolar seis degraus não é brincadeira
Vá, pronto! Comecem lá a rir!!

Vou embora antes que piore
E em vez de rir tenha que chorar
Adormeço com os anjos
Com Morpheu quero acordar

Fui....

14 comentários:

  1. Carlota
    Não terá sido do "Alabastro".
    Brincadeiras à parte, espero que fiquem só os "Galos" até porque vem aí a Páscoa.
    Beijinhos poéticos.
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  2. Carlota
    escrevi algo antes mas ao enviar houve aqui qualauer coisa esquisita não sei se foi enviado, senão paciência.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  3. Ó Carlota querida! Isso foi das alergias???!!! De certeza que a culpada é a Primavera...mas tu vingaste-te com uma poesia! Boa! Boas

    ResponderEliminar
  4. Morpheu? Quem é Morpheu?
    É melhor que eu?

    Atchim!....

    Santinha!

    ResponderEliminar
  5. lol....
    desculpa , mas tenho que me rir...tu até nem tens que te preocupar, trabalhas no sítio certo para te tratares ou será que " santos de casa não fazem milagres"? kkkkkk
    Beijinhos e as melhoras

    ResponderEliminar
  6. Veja lá, se precisar
    Dos cuidados dum doutor
    Não tem mais que telefonar
    E dizer que está com dor.

    Leva drageias, pomadas,
    E seringa pr'a injecção,
    Aplica o gel em camada
    Para tratar a lesão.

    Dois dias de tratamento
    Quatro de fisioterapia
    Acaba-se todo o lamento
    E logo volta a alegria.

    Desejos de boas melhoras

    Beijo

    Raul

    ResponderEliminar
  7. Quem sabe o dia mundial da água te benza, e te tire o mal humor.

    bjs nossos

    ResponderEliminar
  8. Só a Carlota!! :)))
    Está tudo bem?
    Beijo

    ResponderEliminar
  9. Estima Comadre Carlota,
    Só me lembrei deste dia graças a si e como tal aqui fica a resposta.

    A poesia na Grecia foi criada
    pela pena e sabedoria de Homero
    e pela lirica tocada
    com beleza e muito esmero

    Líricas passaram a ser conhecidas,
    narrando epicos momentos
    e Aquiles e Ulissses nelas metidos
    passando grande tormentos

    A poesia os palacios reais ocupou,
    novos poetas nasceram
    Camões a historia de Portugal narrou
    e altos louros valeram

    A poesia é uma forma especial
    de línguagem, mais dirigida a imaginação
    se processa de uma forma normal
    saida da pena e do coração


    O poeta com sua sensibilidade
    nos transmite amor e emoções
    seu raciocinio e sua frontalidade
    preenche nossas metes e nossos corações

    Quer seja em poema lirico
    ou de forma narrativa
    transmite o seu empirico
    de maneira bem descritiva

    Já a poesia dramatica
    fala-nos de tristeza e de amor
    e sempre bem emblematica
    transmitindo subtileza, e, também alguma dor


    A rima e a harmonia do verso
    dela saindo belas canções
    tem de tudo de bom e de perverso
    captando as multidões

    Hoje dia da poesia
    não podia estar ausente
    e eu com esta mania
    fazendo versos permanente

    Poeta eu nunca o serei
    mas por eles tenho admiração
    sei aquilo que sei
    e o faço com dedicação

    Versos eu vou fazendo
    com carinho e dedicação
    e as linhas vão correndo
    como sangue brotando do coração

    A todos os poetas e suas musas
    aqui ficam minhas saudações
    e aqueles quem em linhas lusas
    transmitem suas criações

    A esses amigos, alguns já imortais
    com eles estou aprendendo
    eram e são poetas geniais
    que muito lhes estamos devendo

    Bem Hajam Poetas e Poetisas

    Da cabana junto à praia seguem 4 beijos destas sereias e um abraço cá do compadre.

    ResponderEliminar
  10. Caros Amigos.
    Após as mazelas Iniciais, tenho a dizer que há mais nódoas negras do que eu pensava.
    Tenho sorte de a anca ter bela carnuça, senão o cóccix tinha ido desta para melhor, e os próximos meses seriam passados numa cama de um qualquer hospital (gostaria que tivesse vista para o mar)
    O galo na cabeça cá está, e quando chega à meia noite, não há quem o cale.
    A perna está magoada, tenho uns ossos de ferro, quer dizer de cálcio, nada que daqui a uns dias não melhore.
    Mesmo assim tive sorte.
    Como sou friorenta ia com um casaco alcochoado que amparou a queda nas costas, no peito e nos braços e a mala cheia de "porcarias" como todas as malas das mulheres, protegeu o pulso.
    Tenho que praticar mais vezes as quedas, para não me magoar assim tanto.
    Beijinhos para todos e obrigado pela vossa preocupação.

    ResponderEliminar
  11. Que dia tão azarento num dia de poesia que afinal devem ser todos os dias. Mas sem quedas... :)
    Estou desejosa de ver a poesia de amanhã. :)))
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Ana.
    E logo no dia da poesia, que nem deu para me inspirar para escrever uma coisa bonita, teve que sair uma tontaria, como tem sido hábito ultimamente.
    Beijinho

    ResponderEliminar