segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

GPS de trazer por casa

Quem me conhece, sabe que não conduzo. Não porque não quero, acho que é mesmo fobia, ou então fui concebida para ser o "GPS caseiro".
Moradas, direcções/direções e afins é comigo.
Uma casa, uma estátua, uma flor, nada me passa despercebido.
Em relação à menina do GPS, a verdadeira; a minha voz é mais sensual e a presença acho que também.
Quando me sento ao lado do condutor, sou capaz das mais fantasiosas façanhas. É só carregar no play e é conversa do início ao fim da viagem:
"-Olha o carro da frente!"
"-Vais muito depressa!"
"-Olha a senhora na passadeira!"
"-Está vermelho! Pára!"
Pensavam que as façanhas era o quê?? Aiai.
Mas por veezs a rádio vai tão alto, que nem me consigo ouvir. Quererá dizer alguma coisa??

16 comentários:

  1. Carlota
    Não me diga que é daquelas pessoas que apetece meter no porta bagagens?
    Espero que não é só a brincar.
    beijo
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  2. Rodrigo.
    Há dias assim! Mas em vez de ser fechada no porta bagagens, acho que fico é no tejadilho, para me dar o ar eheheheheh
    beijo

    ResponderEliminar
  3. Por aqui a solução é manter um saco de balas no porta luvas ... diminui as freadas e se dispensa o porta malas.

    bjs para uma linda orquídea.

    ResponderEliminar
  4. Minhas Princesas.
    Deduzo que balas sejam rebuçados, não daquelas balas que nos deixam fulminadas, redondinhas no chão, eheheh.

    7 beijos brilhantes

    ResponderEliminar
  5. colectânea Significado de Colectânea subst. f. 1. colecção de textos de vários autores

    CONVITE

    Vamos iniciar uma nova colectânea ...desta vez só para AUTORES

    DESCONHECIDOS ----- QUE NUNCA TENHAM SIDO PUBLICADOS

    Textos; Pequenas Histórias; Pequenos contos; Histórias pessoais , reais!!

    Queremos publicá-los com histórias reais, de gente que sente e que vive !

    Histórias da vida real .
    Histórias sem idade...

    Histórias sem preconceitos, sem tábus e sem "medos"...na "CORDA BAMBA"

    1º Passo

    - Enviar o manuscrito em formato word; A5

    para a apreciação e selecção

    ( recebemos o vosso manuscrito até dia 27 de Março de 2012 )

    e-mail : pastelariaestudios@gmail.com

    Cá vos esperamos com histórias e mais histórias !!

    Transformamos as vossas obras em sonhos acordados”


    Teresa Maria Queiroz

    ResponderEliminar
  6. Parece o meu pai. Sendo assim tamb+em tenho um gps de trazer por casa! Já agora digo-lhe que isso é de veras irritante!

    ResponderEliminar
  7. Anokas Tokas.
    Sei que é irritante, mas às vezes sai sem dar por isso, acho que é dos nervos, do medo, do pânico de andar na estrada.
    Beijo

    ResponderEliminar
  8. Achei graça, apesar do condutor levar a mal!
    A língua portuguesa é terrível...
    Bjs. :)

    ResponderEliminar
  9. Eu não tenho GPS, Carlota. Oriento-me pelo sol...é que em tempos tive um GPS parecido com o modelo que descreve no seu post e fiquei vacinado :-)))
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Carlota,
    Procure no Youtube o Jim Breuer a imitar o Joe Pesci como voz de GPS.
    De morrer a rir!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Estimada Comadre Carlota,
    Está cheia de sorte, porque eu, durante os 25 anos que andei no mar comandando vários navios, os mesmos não possuiam GPS, essas modernizes são óptimas para quem desconhece o chão que pisa, agora até as máquinas fotograficas digitais vem com GPS, eu tenho uma que dei para a minha Rainha.
    Quando a espsa conduz quem é o guia sou eu, e isto no país dela, mas nunca ou raramente falo quando ela conduz, e fazemos por vezes viagens de 15 horas, no nosso boguinhas, pois vendemos a viatura um Isuzu MU 7 de 3000 cc, agora temos um Toyota Yaris, mas iremos comprar uma outra viatura mais potentes e com GPS incluindo.
    Abraço amigo O MAR DO POETA, anda em marés vazias mas continua a meter água rsrsrs.

    ResponderEliminar
  12. Carlos.
    Mesmo sendo o GPS de trazer por casa, gosto muito dos mapas em papel.
    Beijo Invernoso

    ResponderEliminar
  13. Caro Compadre.
    Fazer viagens de 15 horas e nada dizer, não é mesmo o meu feitio, eheheh.
    O mais engraçado é que faço viagens ao fim de semana em trabalho e com os motoristas do serviço, nunca lhes disse nada, eheheheh. A muito custo, algumas vezes.
    14 beijos e abraços

    ResponderEliminar